Integrante do “Originais do Samba” deixa o grupo e conta testemunho..

26/04/2018

Integrante do “Originais do Samba” deixa o grupo e conta testemunho emocionante

Um dos integrantes do grupo “Originais do Samba”, José Rodrigues, mais conhecido como “Gibi”, falou sobre como alcançou o sucesso na música e do preço que isso lhe exigiu, ao ponto de não conseguir mais suportar uma vida sem Deus e querer cometer suicídio mais de uma vez.

O grupo “Originais do Samba” é um dos mais tradicionais do gênero na música popular brasileira, sendo uma referência desde 1960, quando foi fundado. O testemunho de Gibi, no entanto, mostra que quando se trata de vida espiritual e felicidade, as aparências enganam e nem sempre o que vemos nos palcos reflete a vida real dos artistas.

“Tenho 66 anos e aos quatro foi a primeira vez que eu subi em um palco para cantar. Ali fiz a minha primeira apresentação como cantor e comecei a amar a música. Quando eu me vi como profissional, vi o grupo ‘Originais do Samba’ e disse: ‘Vou entrar nesse grupo’. Então eu falei com um pai de santo para saber como que eu fazia para entrar”, disse ele.

Gibi entrou na segunda formação do “Originais do Samba”. Na ocasião, o ex-trapalhões, mais conhecido como Mussum, fazia parte do grupo:

“Eu tive que pagar o preço e foi alto. Ali eu consegui entrar no lugar do Mussum, virei destaque no grupo, fiquei conhecido no Brasil inteiro, Portugal, Itália, França e Japão. Estava fazendo muito sucesso, ganhando muito dinheiro. Mas em compensação, minha vida começou a ficar muito conturbada”, disse ele.

Testemunho

Gibi tentou o suicídio e percebeu que as entidades que servia eram malignas

O músico tinha muitas posses, dinheiro e relacionamentos sexuais que atendiam o seu prazer carnal, mas nada preenchia o vazio espiritual que estava em seu coração. Ele viu que a vida humana possui um sentido muito maior do que simplesmente obter sucesso econômico e prazeres físicos, mas até então não entendia como isso poderia existir em sua vida:

“Tentei o suicídio, foram mais de 30 comprimidos de Diazepam. Tomei com meio litro de conhaque para ver se acabava comigo. Eu tinha em casa um altar montado para as entidades e todo dia eu ia lá e conversava com essas imagens. Perguntava porque as coisas não estavam dando certo, o que estava acontecendo. Então eu peguei um taco de beisebol e desci a madeira em tudo”, contou ele.

“Quebrei todas as imagens. A briga foi tão feia que eu virei para Deus e disse que ele também era um. Eu levantei uma Bíblia para o alto e disse: ‘Isso aqui para mim é lixo’. Joguei a Bíblia fora. Saí correndo para pular do 12º andar e na hora que eu corri tomei um tropeção e cai em cima da Bíblia que estava aberta no livro de Salmos, 81”, completou o cantor, citando o capítulo bíblico onde possui a passagem:

“Tirei de seus ombros a carga; as suas mãos foram livres dos cestos. Clamaste na angústia, e te livrei; respondi-te no lugar oculto dos trovões; provei-te nas águas de Meribá (Salmos 81:6-7).

“Era o próprio Deus falando comigo. Naquele dia peguei a Bíblia do chão e agarrei como se estivesse abraçando a Deus”, disse ele, explicando que no outro dia viu um pastor na TV convidando para um culto. Ele foi até à igreja e lá entregou a sua vida para Deus.

“Voltei para casa feliz da vida. Matei a velha criatura, matei os demônios, matei tudo que estava junto comigo (…). O conjunto estava no auge, mas eu saí e senti que um peso saiu de mim. Hoje digo que o Senhor Jesus havia dado tudo dele para mim, mas eu queria conhecer Deus de fato. Deus me tirou do inferno e me colocou sentado ao lado dos príncipes”, finaliza. Com informações: Guiame.

Mulher volta a enxergar após aceitar oração de evangelista na rua: “..

23/04/2018

Mulher volta a enxergar após aceitar oração de evangelista na rua: “Agora eu posso ver”

Todd White vem ficando conhecido ao redor do mundo por seu “evangelismo de guerrilha”, em que sai acompanhado por um companheiro de missão e uma câmera, e oferece oraçõespara estranhos na rua. Na última segunda-feira, 16 de abril, ele compartilhou um vídeo de uma oração que fez por uma mulher que não enxergava e voltou a ver.

O evangelista viajou à cidade de Cafarnaum, na região do Mar da Galiléia, e lá encontrou uma mulher que tinha problemas de visão. Com sua autorização, impôs as mãos e orou para que ela fosse curada: “Deus, eu te agradeço por esses olhos sendo abertos agora mesmo. Em nome de Jesus. Deus obrigado pela integridade, no nome de Jesus. Eu agradeço no nome poderoso de Jesus”, orou.

Ao terminar a oração, o evangelista pediu que a mulher testasse sua visão: “Abra”. A mulher, então, atende ao pedido de White. “O que você vê? Você pode ver?”, indagou ele. “Sim”, responde a mulher em seguida.

“Você enxerga melhor?”, insistiu o evangelista, ao passo que a mulher afirma que está “melhor”.

“Diga, os seus olhos estão vendo a rua? Eu preciso saber o que você enxerga de diferente agora”, enfatiza Tood White, afastando-se da mulher e abrindo umas das mãos, antes de perguntar quantos dedos ela via. “Cinco”, responde ela.

“Isso é muito bom. Vamos orar de novo. Você está preparada? Deus eu te agradeço, não só por esses olhos, mas eu te agradeço pelas suas costas, pelos seus pés, pelos seus joelhos. Eu te agradeço pelos seus órgãos em nome de Jesus. Agora mesmo, no nome de Jesus. Seja curada, agora mesmo. Joelhos, pés, costas, tudo. Agora, seja curada no nome de Jesus”, orou novamente o evangelista.

“Novas articulações, novos órgãos, em nome de Jesus. Pâncreas, células, tudo novo agora, em nome de Jesus. Vem Espírito Santo”, continuou, enquanto a mulher apenas assente dizendo “amém”.

Quando concluiu a oração, ele voltou a perguntar se ela se sentia melhor: “O que você sente? Pode seguir a minha mão? Eu estarei aqui, certo?”, diz, afastando-se dela.

O evangelista mostra alguns números com os dedos e a mulher volta a acertar: “Isso é surpreendente. Posso te dar um grande abraço? Deus te abençoe, foi muito bom te conhecer”, disse. “Você enxerga melhor agora? Você conseguia enxergar tão longe antes da oração?”, indagou, com a mulher respondendo que “não, mas agora eu posso ver”. Assista:

FONTE:

https://noticias.gospelmais.com.br/mulher-enxergar-aceitar-oracao-evangelista-rua-97333.html

La Casa de Papai: igreja se inspira em série da Netflix e “...

23/04/2018

La Casa de Papai: igreja se inspira em série da Netflix e “culto temático” vira alvo de piadas

La Casa de Papel é um fenômeno de audiência da Netflix no Brasil, tornando-se a série de língua estrangeira mais assistida no serviço de streaming. Com tanta repercussão, uma igreja evangélica decidiu pegar carona na repercussão e criou um culto temático inspirado na atração.

A série, produzida na Espanha, fala sobre valores opostos aos do cristianismo, com uma romantização de um pretenso crime perfeito, em que um grupo de ladrões regido por um exímio estrategista invade a Casa da Moeda espanhola, em Madri, e sequestra funcionários e visitantes. Ao longo dos episódios, mentiras, sexo explícito, promiscuidade e abuso de álcool são apresentados na narrativa.

Mesmo com tudo isso, a Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) de Macapá (AP) considerou que valia a pena investir num culto temático alusivo à série voltado para jovens: “La Casa de Papai”.

“Qué comienze la fiesta! 😎 Ei Jovem! Sábado é o dia do jovem Quadrangular e preparamos algo especial para este dia e você não vai ficar de fora né? Queremos te ver lá com a gente!”, anunciou a congregação da IEQ no Facebook.

A ideia, ao que parece, foi colocada em prática por outras igrejas, que também usaram a ideia para eventos similares. A Rede Revival, de Parnamirim (RN); Primeira Igreja Batista em Santa Amélia, Belford Roxo (RJ); e a IEQ Band, em Campo Grande (MS) entraram na onda.

O banner de divulgação do evento se tornou motivo de chacota em sites de humor, memes nas redes sociais e comentários ácidos de evangélicos inconformados com a iniciativa. “Eu procuro fazer humor criticando o comportamento de alguns dentro do mundo gospel, mas tem gente que passa do limite”, opinou o youtuber cristão Kiko de La Rocha.

“Agora uma igreja resolveu atrair novos fiéis, jovens obcecados com maratonas para o seu culto. Chamada de La Casa de Papai, a ideia é louvar ao nosso Senhor, mas sem pensar em assalto a bancos”, suavizou o humorístico Não Salvo.

A febre em torno da série da Netflix é tão grande que até camisetas com a logomarca da “versão gospel” começaram a ser vendidas por páginas no Facebook. “Essa série só deu ideia errada”, comentou um internauta, referindo-se ao “culto temático”.

FONTE:

https://noticias.gospelmais.com.br/la-casa-de-papai-igreja-netflix-culto-tematico-97320.html

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Adoração ao Rei

Vinícius Medeiros

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Sarah Beatriz

O Maior Vilão Sou Eu

02.

Kemilly Santos

Quem Nunca

03.

Jotta A

Eu Não Mudo

04.

Anderson Freire

Tudo é Vaidade

05.

Sarah Farias

Sobrevivi

Anunciantes